Sports

UEFA alerta para ″mercado secundário″ de venda de bilhetes para finais europeias

Redação com Lusa

A UEFA adverte ainda que “qualquer bilhete colocado à venda por terceiros na Internet (incluindo redes sociais, centros de venda online e plataformas secundárias de bilheteira) é considerado uma violação” das condições, pelo que o organismo “tomará medidas quando identificar anúncios não autorizados”.

A UEFA alertou esta quinta-feira para o “mercado secundário” de venda de bilhetes para as finais europeias de futebol e recordou que acompanhará o processo na Internet, procedendo ao cancelamento dos mesmos se não forem disponibilizados por vendedores oficiais.

Todos os bilhetes para as finais da Liga Europa (18 de maio, em Sevilha), da Conference League (25 de maio, em Tirana) e da Liga dos Campeões (28 de maio em Paris) “são emitidos pela UEFA e estão sujeitos a termos e condições estritos que proíbem publicidade, revenda ou transferência não autorizadas”, refere o organismo em comunicado.

A UEFA adverte ainda que “qualquer bilhete colocado à venda por terceiros na Internet (incluindo redes sociais, centros de venda online e plataformas secundárias de bilheteira) é considerado uma violação daquelas condições”, pelo que o organismo “tomará medidas quando identificar anúncios não autorizados”.

A entidade que tutela o futebol europeu alerta os adeptos a não caírem na armadilha das pessoas que oferecem bilhetes na Internet e que “muitas vezes não estão na posse dos que alegam ter à venda, apesar de exigirem preços exorbitantes”.

A UEFA recorda ainda que podem circular bilhetes falsos, “como já aconteceu nas fases finais anteriores”, e que os seus proprietários “não poderão aceder aos estádios”.

A venda de bilhetes ao público em geral é realizada exclusivamente pela UEFA e pelos clubes participantes em cada final, sendo que o organismo apela aos adeptos sem bilhete para “não viajarem para a final sem ingressos ou comprá-los no mercado secundário”.

“Para manter a segurança dos adeptos, os portadores de ingressos devem estar cientes que serão realizadas verificações e que as autoridades em cada uma das cidades-sede tomarão medidas contra a revenda não autorizada de bilhetes”, acrescenta a UEFA.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.