Sports

o grupo que Conceio ainda pode fazer campeo :: zerozero.pt

O FC Porto conquistou o título de campeão nacional no último sábado, depois da vitória na Luz (0-1), e vai entrar para a derradeira jornada em clima de festa. Os festejos começaram na capital, seguiram até ao Dragão, onde jogadores e adeptos estiveram em celebração, e vão continuar no final do jogo com o Estoril quando os portistas receberem a taça no relvado.

No plantel principal há quatro elementos que ainda não somaram qualquer minuto na presente edição da Liga e que, ainda que os seus nomes tenham sido chamados nas celebrações, não estão elegíveis para receber a medalha de campeões nacionais. Com 90 minutos por disputar, Sérgio Conceição tem várias decisões por tomar. Há ainda casos da equipa B, mas vamos por partes.

Manuel Morais / Kapta +

Trocou o Tondela pelo FC Porto na última temporada, mas só esta época cumpriu a estreia pela equipa principal, no último jogo da fase de grupos da Taça da Liga, frente ao Rio Ave (1-0), já sem possibilidade de apuramento. Essa foi, de resto, a única vez que o guarda-redes de 30 anos vestiu a camisola de jogo na época 21/22. A defesa que fez no final dessa partida relembrou os mais esquecidos de toda a sua qualidade, que deixou bem presente ao longo dos nove anos que passou ao serviço dos beirões.

Foi opção no banco em várias ocasiões, mas o nível elevado e a consistência de Diogo Costa e Marchesín acabaram por deixar o internacional português sem mais oportunidades para provar o seu valor. Frente ao Estoril poderá ser lançado durante o jogo ou, quiçá, aparecer no onze inicial.

FC Porto

Um produto da formação. O guarda-redes de 20 anos foi chamado pela primeira vez a um treino da equipa principal em 2018, na altura com 17, e já fez parte do plantel principal durante esta temporada. Apesar de, na teoria, ser o quarto na hierarquia da baliza, pode também vir a ter algum tempo de utilização na última jornada.

O jovem fez parte da equipa de dragõezinhos que conquistou a Youth League e é uma aposta assumida por parte do clube, como as constantes renovações assim o indicam. Fez quatro jogos pela equipa B durante esta época, com destaque para uma exibição merecedora de melhor em campo para o zerozero, na estreia, frente ao Leixões (0-0). 

Catarina Morais / Kapta +

O reforço de inverno cumpriu a estreia pela equipa principal no jogo em casa frente ao Lyon (0-1), quando ocupou o lugar de Pepe, substituído por lesão. Fábio Cardoso também estava no banco e acabou por ser «ultrapassado» pelo internacional português, o que fez passar a ideia de que teria caído na hierarquia. Não foi o caso.

Depois disso, Rúben Semedo voltou a ser suplente até ao regresso do capitão, altura em que saiu das opções. Foi na equipa B que teve mais tempo de jogo, tendo somado 270 minutos em três jogos.

Kapta+

A época do brasileiro foi uma montanha-russa de emoções. Foi emprestado ainda em agosto ao Al-Fayha depois de uma pré-época com o FC Porto, mas lesionou-se com gravidade na estreia e ficou afastado dos relvados durante quase toda a temporada. Voltou a território português para o tratamento e foi inscrito em janeiro, passando a ser opção.

Recuperado, atuou por duas vezes ao serviço da equipa B e foi chamado ao banco frente a Vitória SC e Portimonense, sem ter sido utilizado. Até já admitiu publicamente a vontade de jogar «nem que sejam 30 segundos» para poder ser considerado campeão de forma oficial. Será que Conceição vai conceder o desejo?

«Bês» à espreita?

Em sentido contrário, há três jogadores da equipa B que já se tornaram campeões por terem somado minutos em algum ponto da temporada. Gonçalo Borges e João Mendes foram lançados no decorrer da vitória (1-4) frente ao Belenenses SAD, enquanto Danny Loader entrou (e até marcou) no triunfo no dérbi portuense (4-1). 

Existem ainda os casos de João Marcelo, Zé Pedro e Bernardo Folha, que somaram minutos pela equipa principal na Taça da Liga, mas não para o campeonato e podem estar nas cogitações. Ainda para um grupo de adeptos portistas, numa espécie de campanha de sensibilização, Silvestre Varela, tricampeão nacional pelo FC Porto que regressou esta temporada ao clube para a equipa B, deveria ser opção.

Tem a palavra Sérgio Conceição.



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.