Business

Startup portuguesa de mobilidade Avenidas quer faturar 10 M€ em 2024


A startup portuguesa de mobilidade e serviços de entrega Avenidas quer aumentar a faturação dos 1,3 milhões de euros de 2021 para quatro milhões este ano e 10 milhões em 2024, escalando o negócio para além de Lisboa.

“O nosso foco para os próximos anos será a consolidação dos nossos processos operacionais, externos e internos, através da digitalização da empresa, para escalar ainda mais o negócio e chegar a todos os cantos do país”, afirmou o presidente executivo (CEO) da Avenidas, Manuel Reis, em entrevista à agência Lusa.

Atualmente a atuar em quatro setores de atividade – gestão logística de frotas de grandes empresas (‘fleet supervisor’), turismo (como operadora de ‘excursions’ privadas), transporte de pessoas e entregas ‘final mile’ -, a empresa destaca conseguir assim “mitigar riscos, como a sazonalidade do negócio”.

“Com a fórmula da Avenidas encontrámos um equilíbrio entre o transporte de coisas e de pessoas. Aliás, nas diversas vagas da pandemia, sempre que a sociedade fechou, conseguimos com a nossa fórmula não perder faturação e manter um crescimento robusto e sustentável”, salientou o CEO.

Fundada em 2016 por Manuel Reis e Bento Louro, a Avenidas começou com apenas um carro dedicado ao serviço Uber. Atualmente conta com mais de 70 veículos (entre carros e motociclos) e quase 200 motoristas e estafetas.

“Sempre fomos uma empresa que queria fazer um bocadinho de tudo. Uma espécie de Glovo, mas mais customizada, e também com transporte de passageiros e turismo”, explicou à Lusa Manuel Reis.





Supply hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.