Business

Petéquias: o que são, possíveis causas e tratamento


As petéquias são pequenas manchas ou pontos vermelhos, roxos ou marrom que surgem geralmente aglomeradas, como resultado do sangramento sob a pele ou mucosas, sendo mais frequente nos braços, pernas ou barriga, podendo também surgir na boca ou nos olhos.

As petéquias podem ser causadas por traumas, doenças infecciosas, distúrbios dos vasos sanguíneos, reações alérgicas, doenças auto-imunes ou como efeito colateral de certos medicamentos, por exemplo.

É importante consultar o clínico geral ou hematologista sempre que surgirem as petéquias para que seja identificada sua causa e realizado o tratamento mais adequado.

Principais sintomas

O principal sintoma das petéquias é a formação de pequenos pontos ou manchas sob a pele ou mucosas, de tamanho muito pequeno, geralmente medindo cerca de 1 a 2 mm, e que apresentam em aglomerados, com uma coloração vermelha, roxa ou marrom.

As petéquias surgem com mais frequência nos braços, pernas e barriga, mas também podem aparecer na boca, nádegas ou nos olhos, dentro das pálpebras.

Geralmente, as petéquias surgem acompanhadas de outros sintomas característicos da doença ou condição que a causou, como  febre, dor de cabeça, dor muscular, náusea ou até sangramento no nariz ou gengivas, por exemplo.

Possíveis causas

As petéquias são causadas por um pequeno sangramento sob a pele ou mucosas, devido a um aumento da pressão nos vasos sanguíneos locais, diminuição da quantidade de plaquetas no sangue, que são responsáveis pela coagulação sanguínea, ou por defeitos na função das plaquetas.

Algumas condições podem levar ao surgimento de petéquias, como:

  • Infecções causadas por vírus, como citomegalovírus e hantavírus ou outras infecções causadas por vírus, como mononucleose infecciosa, dengue, ebola e febre amarela;
  • Infecções causadas por bactérias, como febre maculosa, escarlatina, endocardite ou infecções da garganta, por exemplo;
  • Vasculite, que se caracteriza por uma inflamação dos vasos sanguíneos, devido a uma redução ou bloqueio do fluxo sanguíneo no vaso afetado, podendo levar a necrose da área inflamada, devido à falta de oxigênio no native;
  • Redução do número de plaquetas no sangue, conhecido como trombocitopenia;
  • Reações alérgicas;
  • Doenças auto-imunes;
  • Escorbuto, que é uma doença causada por uma deficiência em vitamina C;
  • Sepse, que é uma infecção generalizada pelo corpo;
  • Uso de certos medicamentos, como alguns antibióticos, antidepressivos e sedativos, anticoagulantes, anticonvulsivantes e anti-inflamatórios não esteroides;
  • Leucemia, que é um tipo de câncer que afeta a medula óssea.

Além disso, lesões na pele, resultantes de acidentes, pancadas, fricção da pele por roupas apertadas ou objetos, mordidas, queimaduras solares ou picadas de inseto, podem também levar ao surgimento de petéquias.

Como é feito o tratamento

O tratamento das petéquias deve ser orientado pelo clínico geral ou hematologista, e varia de acordo com sua causa. Caso sejam resultado do efeito colateral de um medicamento, é provável que as petéquias só desapareçam quando a pessoa suspender o medicamento, por isso, é importante ter a orientação do médico que pode substituir o medicamento por outro que não causa este efeito colateral.

No caso das petéquias terem sido causadas por uma infecção bacteriana, o tratamento pode ser feito com o uso de antibióticos e analgésicos e anti-inflamatórios, para aliviar outros sintomas que possam surgir como dor, febre ou inflamação. 

Já no caso das petéquias terem sido causadas por dengue, o médico pode recomendar repouso, aumentar a ingestão de líquidos ou utilizar um analgésico, como paracetamol ou dipirona, por exemplo. Saiba como é feito o tratamento da dengue clássica e hemorrágica.

Além disso, dependendo da causa, o médico também pode indicar o uso de remédios corticóides ou imunossupressores.



Supply hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.