News

Os Warriors tiveram os seus três estarolas de novo reunidos, mas por pouco tempo: Stephen Curry lesionou-se

Sempre que parece que a sorte dos Golden State Warriors está prestes a mudar, acontece algo para dizer “não, ainda não é desta”. O grupo conhecido como “Big 3” carrega todas as esperanças dos adeptos de São Francisco de que a equipa consiga regressar aos momentos de glória e volte a vencer o campeonato. Mas as coisas não têm sido fáceis.

Primeiro o azar bateu à porta de Klay Thompson. Começou com uma lesão no joelho em 2019 e, quando estava prestes a regressar à quadra, lesionou-se de novo ao rasgar o tendão de aquiles direito. O jogador esteve afastado do basquetebol 914 dias. No seu regresso, começou o jogo ao lado dos outros integrantes do grupo — Draymond Inexperienced e Stephen Curry —, mas Inexperienced só esteve em campo durante os primeiros segundos da partida, para homenagear o colega de equipa. Quando Thompson regressou, Inexperienced estava lesionado.

Na segunda-feira, a equipa voltou a ter os três em campo. Se não se tiver em conta os segundos em que Inexperienced esteve na quadra no dia do regresso de Thompson, os “Big 3” passaram 1005 dias sem jogar juntos. Quando voltaram, foi como se nenhum desses dias tivesse passado: os Warriors apresentaram-se em boa forma na sua vitória por 126-112 contra os Washington Wizards.

Mas um azar nunca vem só e, neste caso, trouxe muita companhia. A equipa voltou a jogar na madrugada desta quinta-feira, perdeu 88-110 frente aos Boston Celtics e voltou a perder o trio que tantas alegrias já lhes trouxe. Stephen Curry abandonou o jogo no segundo quarto com queixas no pé esquerdo, na sequência de um ‘mergulho’ para apanhar uma bola solta de Marcus Good. No ultimate, o jogador fez exames médicos para se perceber a gravidade da lesão.

A boa notícia é que o raio-x não revelou nenhuma fratura. A má notícia é que, segundo avançou Shams Charania, jornalista americano, os exames revelaram uma entorse no pé esquerdo, o que significa que os Warriors não poderão contar com ele por tempo indeterminado.

“Achei que foi uma jogada perigosa”, disse Steve Kerr, treinador dos Warriors, sobre o momento em que foi visto a falar com Good. “Achei que o Marcus mergulhou no Steph e foi por isso que fiquei aborrecido. Muito respeito pelo Marcus. Ele é um jogador dos diabos, um competidor. Treinei-o no Campeonato do Mundo há alguns verões. Falámos depois do jogo e estamos bem. Mas eu achei que era uma jogada perigosa”.

Good explicou que não viu Curry e ia apenas atrás da bola: “Eu vi a bola, mandei-me para a bola a tentar fazer uma jogada”, disse Good. “Infelizmente, isso ocorreu. Tenho a certeza que vou ser chamado de sujo. Mas eu sei quem sou. Eu jogo muito duro e deixo tudo em campo. Os meus colegas de equipa sabem que não sou um jogador sujo”.

Inexperienced também reagiu à jogada que marcou a partida: “Esperaria que Marcus Good fizesse essa jogada. Ele joga duro. Não posso chamar a isso uma jogada suja. Por mais infeliz que seja… talvez desnecessária, mas é o máximo que lhe posso chamar. Desnecessária. A bola está no chão”.

Supply hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.