Politics

Bracarenses com ‘luz verde’ na Liga Europa, fim de linha para ‘dragões’ — DNOTICIAS.PT

FC Porto e Sporting de Braga empataram hoje os seus jogos em França para a Liga Europa de futebol, com consequências diferentes, já que os ‘arsenalistas’ seguem para os quartos de remaining e os ‘dragões’ ficam pelo caminho.

O resultado no Mónaco foi 1-1 e a partida de Lyon terminou com os mesmos números, só que os minhotos foram ao principado respaldados por uma vitória na primeira mão dos oitavos de remaining, ao passo que os líderes da Liga portuguesa tinham de anular a derrota do estádio do Dragão.

Sérgio Conceição prescindiu de vários titulares e foi evidente que o FC Porto secundarizou a Liga Europa face ao campeonato português, claramente a primeira prioridade para a formação nortenha. Mesmo assim, discutiu o jogo até ao fim e teve ocasiões para levar o jogo para prolongamento.

Com o Sporting de Braga e o Lyon seguem para os quartos de remaining Atalanta, Rangers e FC Barcelona, que decidiram os seus compromissos no tempo regulamentar, West Ham e Eintracht Frankfurt, que precisaram de prolongamento, e ainda o RB Leipzig, que beneficiou da expulsão da prova do Spartak de Moscovo, no quadro das sanções à Rússia pela invasão da Ucrânia, para avançar sem jogar.

Depois do 1-0 para o Lyon no Dragão, o FC Porto tinha mesmo de marcar para igualar a eliminatória. Mas não só o não fez como se viu a perder no estádio Groupama, com o golo de Dembelé aos 13 minutos.

Aos 27, um grande golo do brasileiro Pepê deu ânimo à equipa lusa, que, no entanto, não teve arte para fazer mais do que isso, nem mesmo quando, em ‘desespero de causa’, entraram os titulares habituais Taremi e Evanilson.

Quanto ao Sporting de Braga, não poupou ‘peças’ no estádio Luís II e chegou ao golo através do espanhol Abel Ruiz, aos 19, a colocar a eliminatória com um confortável 3-0 international.

Os monegascos chegaram ao empate, sim, mas quando não havia tempo para muito mais – o golo de Disasi aconteceu aos 90 minutos.

Ao contrário da ‘Champions’, dominada pelas equipas inglesas e espanholas, na Liga Europa esse peso não se faz sentir e há uma maior diversidade de origens nos ‘quartos’, com clubes de sete origens, apenas repetindo a Alemanha.

O futebol espanhol segue com o seu ‘peso pesado’ maior, o FC Barcelona, que esteve a perder em Istambul por 1-0, mas virou o marcador e fechou com 2-1. Os catalães sofreram mesmo um ‘susto’, já que na primeira mão aconteceu um ‘nulo’, em Camp Nou.

Ficam pelo caminho as duas formações sevilhanas e ambas de forma muito ‘inglória’, afastadas que foram nos últimos minutos do prolongamento.

Depois do 1-0 na Andaluzia, o West Ham forçou o Sevilha a prolongamento e depois fez o 2-0 aos 112 minutos, com mais um momento de glória do ucraniano Yarmolenko.

A precisar de anular a desvantagem mínima que trazia de casa, o Bétis esteve a liderar por 1-0 em Frankfurt até ao minuto 120+2 – e quando antevia a resolução por penáltis, um autogolo do argentino Guido Rodriguez estragou tudo, fixando o 1-1.

O Rangers, da Escócia, aguentou-se bem em Belgrado e perdeu por 2-1 com o Estrela Vermelha, resultado mais do que suficiente depois do 3-0 caseiro.

A ‘honra’ do futebol italiano, depois da ‘razia’ na LC, está aqui assegurada pela Atalanta, vencedora em Leverkusen por 1-0, o que elevou o agregado para 4-2.

O sorteio dos quartos de remaining realiza-se na sexta-feira, em Nyon, Suíça.



Supply hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.