Business

PSI-20 regista maior queda desde início da pandemia – Bolsa



A maré vermelha que inundou as principais praças europeias, depois de as forças russas terem atacado a Ucrânia, chegou à bolsa de Lisboa. 

O PSI-20, o índice de referência nacional, arrancou a sessão a perder 3,09%, uma queda percentual como não era vista desde março de 2020, tendo entretanto aliviado para um mergulho de 2,91%. nos 5.278,12 pontos, a renovar mínimos de dezembro. 

Das 19 cotadas, apenas uma abriu no verde.

O BCP é o título que mais pressiona o índice, estando a tombar 5,06% para 0,1710 euros, seguido da Pharol (-4,42%) e Novabase (-3,96%).

No setor energético, a Galp é a cotada mais perde, estando a desvalorizar 3,64% para 9,32 euros, seguida da Greenvolt – que desce 3,33% para 5,22 euros. Na família EDP, a empresa-mãe perde 2,49% para 3,74 euros, enquanto o braço das renováveis cai 2,30% para 17,45 euros. Já a REN desce 1,39% para 2,48 euros.

Entre as papeleiras, a Altri cai 3,40% para 5,40 euros, enquanto a Navigator mergulha 2,90% para 3,28 euros e a Semapa tropeça 3,14% para 11,74 euros.

No retalho, a Sonae cai abaixo de um euro, com uma queda de 2,92%, enquanto a Jerónimo Martins desliza 0,05% para 19,43 euros, a descida menos expressiva do PSI-20.

A Ibersol é a unica cotada a manter-se no verde, estando a subir 1,50% para 5,40 euros.





Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.